Decorreu no dia 9 de Abril, no Pavilhão Municipal do Fundão, o campeonato regional de Basquetebol 3x3.A nossa escola fez-se representar por quatro equipas, que tiveram o mérito de se apurarem no campeonato distrital que se disputou na Guarda.

Todos os alunos estão de parabéns pela forma como competiram e pelos resultados obtidos.

A fase seguinte é o nacional, a realizar em Lisboa. Lá estaremos pois não houve quem parasse a nossa equipa de juvenis femininas.

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Sabugal (CPCJ), com a colaboração dos técnicos do CLDS+ «Sabugal Ativo», da direção da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Sabugal (APEES) e dos elementos da Escola Segura da GNR da Guarda, promove durante o mês de abril, nas escolas do concelho, uma campanha de sensibilização no âmbito do Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e Juventude, tendo como objetivo consciencializar a comunidade escolar para o seu papel na prevenção primária dos maus-tratos, levando a reconhecer a importância do trabalho conjunto a realizar com as famílias para diminuição das situações de abusos e negligência com vista à promoção do bem-estar social e emocional das crianças e jovens.

No passado dia 27 de Fevereiro de 2015, os alunos do 9º ano do nosso agrupamento foram em visita de estudo á belíssima capital do nosso país, Lisboa. Em Lisboa, mais concretamente na zona de Belém, os alunos visitaram o CCB (Centro Cultural de Belém) onde ficaram a conhecer a magnífica coleção Berardo avaliada em 370 milhões de euros e também aprofundar os seus conhecimentos sobre Arte Moderna e os seus estilos e observar ,ainda, obras de grandes nomes como Dalí, Van Gogh entre outros.

No passado dia 19 de Março de 2015, os alunos de 9º ano do Agrupamento de Escolas do Sabugal levaram á cena a peça “Auto da Barca do Inferno” um clássico da literatura portuguesa de Gil Vicente.

A representação teatral teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal pelas 10:30, 15:00 e 21:30 horas. As três sessões tiveram lotação esgotada, tendo assim a peça teatral sido vista por cerca de 700 pessoas.

E lá fomos nós à procura da Biblioteca Joanina, em honra e memória do Rei D. João V, prontos a revisitar o século XVIII, tempo do barroco, da talha dourada, da ornamentação exagerada, do luxo e da ostentação visível os frescos do tetos das três salas e na madeira exótica das mesas que pudemos visualizar.