Neste novo ano letivo de 2018-2019, todos os alunos do 1.º ao 6.º anos que frequentam escolas públicas receberam, gratuitamente, juntamente com os manuais escolares as respetivas licenças digitais.

A licença digital corresponde ao manual em formato digital com recursos multimédia associados em contexto.

Esta nova geração de manuais escolares responde aos desafios e às necessidades de professores e alunos.

 

Como ativo o acesso?

Após login/novo registo, os manuais escolares adotados na escola pública que indicaste surgirão automaticamente na Biblioteca da EV e na tua app EV Smart Book no telemóvel e/ou tablet.

Segue os seguintes passos:

No Telemóvel* ou Tablet

1

Instala a app EV Smart Book no teu telemóvel ou tablet.

1

Insere o teu login/password da Escola Virtual.
Se ainda não és utilizador, regista-te.

1

Os manuais adotados na escola pública que indicaste surgem automaticamente na Biblioteca da tua app. Escolhe o livro que queres explorar.

1

Procura os ícones presentes nas páginas do livro e explora os conteúdos digitais.

* A app EV Smart Book para telemóvel disponibiliza os recursos digitais associados ao respetivo manual mas não reproduz o conteúdo do manual.

No Computador

1

Efetua o teu login na homepage da Escola Virtual
Se ainda não és utilizador, regista-te.

1

Os manuais adotados na escola pública que indicaste surgem automaticamente na Biblioteca da EV. Escolhe o livro que queres explorar.

1

Procura os ícones presentes nas páginas do livro e explora os conteúdos digitais.

 

Os encarregados de educação têm de se registar numa plataforma online para pedir os manuais escolares que são gratuitos para os alunos das escolas públicas do 1.º ao 6.º ano, anunciou hoje o Ministério da Educação.

A partir de agosto, as famílias e escolas vão poder usar a plataforma “MEGA – Manuais Escolares GrAtuitos”, que também estará disponível na aplicação móvel “Edu Rede Escolar”, refere o gabinete de comunicação do ministério.

“O registo na plataforma é gratuito e necessário para quem pretenda adquirir os manuais gratuitamente. Após registo efetuado, será criado um código, associado ao número de contribuinte do encarregado de educação do aluno, que permitirá o levantamento dos manuais em qualquer uma das livrarias aderentes”, acrescenta.

Cerca de 500 mil alunos terão direito a manuais gratuitos, segundo o ME que lembra ainda que nos próximos quatro anos letivos o preço dos manuais escolares não irá aumentar, sendo apenas atualizado em função da taxa de inflação.

24.sapo.pt - 16 de julho de 2018

 

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/familias-tem-de-se-registar-em-plataforma-online-para-ter-manuais-gratuitos

Este serviço vai estar disponível a partir do mês de agosto e segundo o "Jornal de Notícias", (JN) para além dos pais, também as papelarias vão ter de registar-se para poderem vender os manuais oferecidos pelo Governo.

 

Os pais de cada aluno do 1º e 2º ciclos das escolas públicas vão receber um voucher para poderem levantar os manuais nas papelarias. De acordo com o “Jornal de Notícias” (JN), os encarregados de educação vão ter de descarregar esses vouchers através de uma plataforma eletrónica criada pelo Ministério da Educação, que estará em funcionamento a partir do mês de agosto.

As papelarias também vão ter de fazer esse registo eletrónico caso pretendam vender os livros do 1º e 2º ciclo pagos pelo Governo, através desse meio. Ao JN, o Ministério da Educação afirmou que em julho “haverá sessões de esclarecimento onde se explicarão todos os necessários procedimentos e a metodologia associada a este processo”.

O Ministério da Educação, prevê um investimento de 35 milhões de euros com a compra de manuais escolares para serem disponibilizados aos alunos do 1º e 2º ciclo, durante o ano letivo de 2018/2019.

Jornal Económico- online dia 11/06/2018

Informa-se toda a comunidade educativa que, por motivos que se prendem com a não realização, nas datas inicialmente calendarizadas, dos conselhos de turma relativos ao 3.º momento de avaliação previsto no n.º 2.4 e no Anexo II do Despacho n.º 5458-A/ 2017, de 22 de junho, devido à greve do pessoal docente, as matrículas previstas para o dia 27 de junho ficam adiadas sem data marcada.

Da nova data será a comunidade educativa informada através de publicitação nos locais habituais na escola sede do Agrupamento e na página eletrónica.

 

Sabugal, 26 de junho de 2018

 

 

O diretor

 

João Carlos Vila Flor

De acordo com o ponto 6.9 da Norma 02/JNE/2017 – Instruções para Realização | Classificação | Reapreciação | Reclamação, comunica-se que os alunos que irão realizar exames nacionais não podem ser portadores de telemóveis ou outros equipamentos similares.

De acordo com a norma referida “qualquer telemóvel, relógios com comunicação wireless (smartwatch), ou outro meio de comunicação móvel que seja detetado na posse de um aluno, quer esteja ligado ou desligado, determina a anulação da prova”.

Assim alerta-se para a conveniência de nos dias de realização dos exames, os alunos não serem portadores de telemóveis, pois existe a possibilidade de inadvertidamente se esquecerem destes equipamentos na sua posse durante a realização dos exames, o que, obrigatoriamente, implicará a anulação do exame.

O Diretor

João Vila Flor