No âmbito do já tradicional “Dia da Ciência” no nosso Agrupamento, que este ano letivo se assinalou em 9 de abril, tivemos a alegria de ter connosco a realizadora Joana Barros, que veio do Porto, para apresentar o seu interessantíssimo filme documentário "A História de um erro".

 

 

Joana Barros estudou Genética Molecular no Kings College London e fez o doutoramento em Biologia Celular no Institute of Cancer Research no Reino Unido. Escreveu livros de divulgação sobre o trabalho de cientistas e, mais recentemente, realizou este filme documentário, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação para a Ciência e Tecnologia, que recebeu o primeiro prémio no “Ciencia en Acción 2014” na categoria “Trabalhos de Divulgação científica – Meios de Comunicação”. O documentário aborda diversas “dimensões da Paramiloidose, uma doença fatal e hereditária causada por um minúsculo erro genético e embora se conheçam hoje vários focos da doença no mundo, é no norte de Portugal, onde a apelidam de “doença dos pezinhos”, que ela é mais prevalente. Foram estes doentes que deram origem à primeira descrição da Paramiloidose, em 1952, e a partir desse momento começou a ser estudada nos quatro cantos do mundo. […] Este documentário é simultaneamente um veículo de conhecimento científico sobre a doença e um testemunho do percurso dos protagonistas da história da PAF, pacientes, familiares, cientistas, médicos etc.” [1]

Após o visionamento do filme, os alunos de Biologia dos 11º e 12º anos e professores tiveram oportunidade de conversar e esclarecer dúvidas com a própria realizadora, quer sobre questões científicas e éticas quer sobre procedimentos e metodologias inerentes à conceção do filme.

O feedback dos alunos sobre esta iniciativa foi bastante positivo, o que nos anima a  prosseguir este nosso esforço de, anualmente, lhes proporcionar o contacto direto com cientistas e profissionais de diversas áreas do conhecimento, por forma a enriquecerem saberes e alargarem horizontes e ambições profissionais.

 

Deixamos aqui o nosso agradecimento à Joana Barros, pela sua simpatia, disponibilidade e saber partilhado, bem como à restante equipa da Associação Viver a Ciência, que tornou possível esta iniciativa.

​(1) Ver mais em : http://viveraciencia.org/index/